Aceitou o desafio: Yasmin Ferreira #desafioartegorda

Aceitou o desafio: Yasmin Ferreira #desafioartegorda


Um recado para quem ainda não mandou sua arte:

Por conta de toda cultura gordofóbica que está incrustada em todos os ambientes que circulamos, o acesso a outro tipo de imagem gorda fica restrito a uma parcela de gente. Logo, fazer com que a gordofobia deixe de existir vai muito além do aceitar o próprio corpo.
Mas um passinho de cada vez, a gente consegue ir atingindo mais pessoas… Como aqui, nesse desafio. Recebi alguns emails em que me fora mencionado o fato da autora ou autor da arte nunca ter se ligado antes em desenhar corpos gordos. O desafio foi um estalo! Essas pessoas se questionaram. Se perguntaram “Porquê não?” e aceitaram o desafio.

Sempre falo da ínfima e desqualificada representatividade gorda que temos disponível hoje: ela não nos representa. Mas para que esse disco mude, precisamos alertar quem está por trás disso: as pessoas que produzem arte.  Essas pessoas precisam ser sensibilizadas à causa para que entendam o quão importante é não permanecer num mesmo traço, ou, só obedecer a um tipo de padrão. Essa conscientização é necessária para que os resultados do #desafioartegorda se prolonguem para todo sempre; com cada vez mais responsabilidade naquilo que se produz e disponibiliza-se ao consumo social.

Aceite o desafio se você aí também considera importante mudar o cenário ao qual o corpo gordo feminino vem sido inserido.
Aceite esse desafio se você aí também acredita na arte como revolução.
Aceite o desafio se você aí também vislumbra uma mídia menos gordofóbica e mais diversa!

 

A Yasmin aceitou e fez a página transbordar de encanto!

Obrigada <3

 

By Yasmin Ferreira

By Yasmin Ferreira

By Yasmin Ferreira

By Yasmin Ferreira

By Yasmin Ferreira

By Yasmin Ferreira

 

Olá, meu nome é Yasmin, tenho 17 anos e sou do Rio de Janeiro. Sou estudante do ensino médio, futura artista plástica, negra e gorda. Desde que eu me entendo por gente eu amo desenhar e até pensei em ser estilista, desanimei por ouvir que era quase impossível me destacar em um meio tão fechado e que eu nunca teria dinheiro. Mas foi quando eu comecei a ter aulas de arte na escola que eu descobri o poder que a arte tem e que não me importo de não ter muito se eu for viver de afetar as pessoas de alguma maneira. Eu desenho pra me expressar e me fazer ser vista onde eu antes não tinha espaço. Hoje me imagino dando aulas de artes para as crianças da mesma escola que eu estudo, tentar passar um pouco do que eu tenho pras próximas gerações.
Já leio o blog há um tempo, mas descobri o desafio pela página da Negahamburguer, uma das minhas maiores inspirações pra criar.
Posto um pouco de arte no meu insta (yayaf3rreira) e na minha página (desatualizada :/) https://www.facebook.com/arte.pra.yaya
Obrigada pelo espaço!

+ Não há comentários

Adicione os seus