Uma conversa com a balança

Uma conversa com a balança


Querida balança,

 

autoria desconhecida on tumblr

autoria desconhecida on tumblr

digo…

nem tão querida assim, ok. Sinto muito, mas durante minha adolescência inteira eu te odiei. Isso mesmo: O D I E I !
Não queria nunca me aproximar de você, eu passava bem longe. Você foi a máquina que mais me proporcionou choros incontroláveis durante a noite há alguns anos atrás, sabia? Por causa do que você mostrou, eu tive brigas homéricas com a senhora minha mãe. Por causa do que vocês mostrou, fui obrigada a ir em médicos terríveis que me fizeram ficar em cima de você por vários minutos enquanto eles falavam o quanto eu tinha que fazer pra você deixar de marcar aqueles malditos digitos. O discurso médico nunca muda quando você é gorda e está em cima dessa ferramenta.

Balança,
sei que a culpa não é sua. Mas, prioritariamente, a culpa não é minha. Passaram a te usar com outras motivações. Passaram a te usar como uma espécie de arma de guerra, sabe? Ora, não é exagero da minha parte. Você sabe quantas meninas choram ao subir em você? Várias!
Fora aquelas que choram depois de ter te consultado… Sabe quantas mulheres se controlam a partir de você? Várias!

Balança, te fizeram um símbolo nocivo. Muito nocivo. Usam seus resultados como um castigo a ser cumprido.

Sua função é só medir o quanto de peso a pessoa tem. Só isso. Mas te usam como ataque: “Olha na balança! você está gorda! A balança marca 90kg! GORDA GORDA GORDA GORDA GORDA GORDA GORDA”

Ethel Ashton - by Alice Neel

Ethel Ashton – by Alice Neel

Você passou a ser usada como medidora de boa saúde. É! Logo você, que traz um resultado tão simples e objetivo, agora mede o quão boa está a saúde da pessoa – como quem faz um check up médico, só que sem todos os exames.
Como foram longe demais as coisas, não é?! Sei bem… Quando eu tinha uns 15 anos e quase oitenta quilos, me diziam que eu estava muito doente porque né, você apontou pros números perto de 100 e isso com certeza absoluta é sinal de alguma doença muito complicada e cruél.

Eu não tinha nada.

autoria desconhecida on tumblr

autoria desconhecida on tumblr

 

Tiveram que engolir o fato de que eu estava saudável apesar da vontade das pessoas em me ver pesando 55kg. É bem difícil, as pessoas são orgulhosas. Você mostra que não tem absolutamente nada de errado com sua saúde mas as pessoas ainda ficam usando os números que você mostrou como forma de validar algum argumento ridículo. Acredita, balança? Pois sim. Pessoal bem escroto mesmo.

Eu sinceramente passei anos te vendo como a materialização dos ataques que eu sofria; te enxergava como uma espécie de punição, castigo. Porque, desde que eu não contasse quais os números que você marcou, estaria tudo certo. Mas aí eu contava e tudo caia por terra: Parecia que você era um oráculo e se eu dissesse “Eu me pesei e estou com tantos kg“, era aquela coisa descomunal… A balança comprovando a minha fraqueza! Ohhh cééus! Passei a não contar mais. Nunca. Quando me perguntavam quantos quilos eu pesava, acabava dizendo que não sabia ou mentia mesmo, na caruda. Por que afinal de contas: não sou obrigada.

 

autoria desconhecida on tumblr

autoria desconhecida on tumblr

Com o passar do tempo desencanei de você. Não te consultei mais porque não tinha motivos. De certa forma, passei a te enxergar por outra ótica e você deixou de me passar medo. Hoje eu subo em você sem medo. Também não ligo se tem alguém do lado olhando os mesmos números que eu. Mas reagir assim não é fácil. Entender que o que você mostra são só números, não é a tarefa mais simples do mundo, confesso. Mas eu não desisto porque só assim  posso te enxergar da forma que realmente és e, logo, não me afetarás mais.

E eu gostaria que muitas outras mulheres não te enxergassem como uma ameaça… Mas haja esforço e reflexão pra tirar de você toda carga negativa, viu?! Te usam de forma hegemônica e são poucas as pessoas que não julgam os números que você aponta no final.
Você é só a máquina que aponta meus quilos. Você é só uma máquina.Você é só uma máquina.Você é só uma máquina. Você é só uma máquina. Só aponta os meus quilos. Só numera minha massa corpórea. E só. Você só é isso.
O que você aponta não diz nada de relevante sobre mim, sobre quem eu sou, sobre como me sinto, sobre meus sonhos e desejos. (no repeat como um mantra)

 

by Jeanne Lorioz on tumblr

by Jeanne Lorioz on tumblr

A forma como te usam para humilhar, apontar, castigar às pessoas é infinitamente cruel… Toda essa gama de gente te usando como aval de avacalhação me deixa em náuseas. Não obstante,  nosso empoderamento já é compartilhado e logo, todas vão deixar de temer aos seus números. E logo, vão se sentir fortes suficientes para rebater aqueles que te usarem como ferramenta de violência. E logo, logo, logo, o resultado que aparecer no seu visor, vai ter o gostinho de empoderamento. Vai ter a sensação de “estou bem comigo mesma”. Essa mesma sensação que somos impedidas de sentir quando olhamos nosso peso na balança.

Aguarde e confie! 😉

 

 

 

 

 

Pela atenção,

grata

Gorda e Sapatão

4 Comentários

Adicione os seus
  1. fabricia bertoline

    olá amigas, sou gorda tbm mas não sou sapatão, e não tenho nada contra, quem é ou deixa de ser. entrei aqui pra dizer que se vc for se preocupar com todas as bobagens que todos falam e pensam, nós gordos não vivemos. sejam felizes e esqueçam os outros. a vida é muita curta pra ficar se preocupando com que os outros pensam, falam, fofocam etc…. adorei as fotos. nossa algumas são bem excitantes mas amei. felicidades a todas vcs fofinhas, gordinhas, fofoletes, gays, eteras…………… bjks a todos.

  2. Brí

    Chorei ao ler isso, é exatamente assim que me sinto todos os dias, obrigada de verdade, vc esta me ajudando muitooooo!!! beijos!

+ Deixe um comentário